O sucesso da ‘imigração espontânea’, segundo o Estadão

Por Gustavo Barreto (*)

A edição de 27 de setembro de 1888 d’A Província de São Paulo comemora os números de entradas de imigrantes até o dia 17 de setembro, que segundo o jornal asseguraria a entrada de mais de 100 mil estrangeiros no país até o final do ano.

Os dados, publicados pelo Jornal do Commercio e citados pelo diário paulistano, dão conta de que até a data citada entraram nos portos de Santos e do Rio quase 73 mil imigrantes. O diário destaca que os dois portos não representam a totalidade das entradas, observando ainda que seria preciso considerar o número de saídas para ser chegar a um número mais preciso.

“Muito são para alegrar-nos, no entanto, os algarismos que temos á vista, nem melhor poderemos patentear-lhes a importancia do que comparando-os aos dados relativos á entrada de immigrantes durante o ultimo quinquenio”, registra a nota.

Os dados são os seguintes: cerca de 28.600 entradas em 1883; 20 mil em 1884; 30 mil em 1885; quase 26 mil em 1886; e, finalmente, quase 56 mil em 1887. O jornal retoma a tese há anos defendida, creditando o sucesso às políticas de “imigração espontânea”.

Share
(*) Gustavo Barreto (@gustavobarreto_) é jornalista. Acesse também pelo Facebook (www.facebook.com/gustavo.barreto.rio)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *